Dicas do que Fazer em Hong Kong e Onde Ficar

Nossas dicas do que fazer em Hong Kong vão além das atrações turísticas tradicionais.

Ela sussurrava e caminhava ao meu redor. Eu tive que fechar os olhos porque a fumaça das velas e o do papel queimado estava cada vez mais forte. De repente ela parou de andar, se sentou e começou a bater no papel com desenho de pessoas. Batia na cabeça, nos pés, batia pra valer no pedaço de papel. Em seguida ela pegou um tigre de papel, juntou tudo e tacou fogo. Enquanto o papel queimava ela conversar com os Deuses para ter certeza que eu estava livre dos maus espíritos. Entre tantas atrações e coisas para fazer em Hong Kong, eu nunca imaginei que participaria de um ritual de vodu.

O ritual é chamado de “Bater no vilão” e até agora não consigo acreditar que aconteceu no meio do centro de Hong Kong. Toda a nossa viagem a China foi cheia de surpresas e aventuras, primeiro fomos conhecer o Exército de Terracota em Xi’an, depois nos divertimos nos hotéis de luxo e atrações culturais de Macau. E os últimos 5 dias da foram dedicados às atrações de Hong Kong, e a descobrir um lado bem diferente da cidade.

Antes da viagem demos uma boa pesquisa para descobrir o que fazer em Hong Kong. A ideia era visitar as atrações de Hong Kong, apreciar a arquitetura incrível, as luzes e toda a modernidade de lá. E também encontrar coisas diferentes, experiências únicas para entender mais sobre a cidade e sobre as pessoas que vivem lá. O resultado foi um roteiro de viagem corrido, cheio de lugares legais e momentos inesquecíveis.

Com tantas coisas para fazer em Hong Kong não perca tempo no trânsito, use sempre o transporte público da cidade.

O que fazer em Hong Kong: principais atrações e lugares para visitar!

Eu acredito que cada um tem um jeito de viajar, um ritmo para fazer as coisas, por isso nosso roteiro para Hong Kong é um lista de atrações e luagres que você pode encaixar em 5, 4 ou 3 dias de viagem.

The Peak é uma das principais atrações de Hong Kong, e você deve ir lá em cima!

> The Peak

É a montanhas mais altas na Ilha de  Hong Kong e a vista lá de cima é espetacular, tanto de dia como de noite. Você pode comprar o bilhete para subir de bonde até o topo da montanha e também pagar pelo acesso so Sky Terrace, onde você tem uma vista 360º da cidade. Se você não quer gastar tanto, pode comprar apenas o bilhete para o bonde e apreciar a vista do deck aberto o público, é lindo também. Para uma dose extra de aventura, caminhe pela Hong Kong Trail, uma trilha de 3.5 Km que circula o The Peak. Nós percorremos parte da trilha o visual é demais.

Se você gosta de natureza, umas das coisas para fazer em Hong Kong é caminhar pela trilha de dá a volta no The Peak.

O único ponto negativo do The Peak é a fila gigantesca para comprar o ingresso e pegar o bonde. É claro que a subida no bonde é uma experiência legal, mas não sei se vale as quase duas horas que ficamos esperando. A fila é mega cansativa, especialmente em dias quentes e úmidos. Também dá para subir no The Peak de ônibus, a linha 15 passa no píer central e no terminal de ônibus da Exchange Square. A viagem de busão dura cerca de uma hora, e passa por vários bairros da cidade. Se você não se importa de andar de ônibus essa é uma forma de economizar tempo e dinheiro, além de descobrir uma pouco mais de Hong Kong.

> Templo Man Mo

Esse é um templo impressionante e pitoresco que fica na metade do caminho até o The Peak. O templo é dedicado a dois Deuses, o da Literatura e o da Guerra. Muitas pessoas vão até o templo para rezar antes das provas e exames da universidade. O templo faz parte da lista de prédios históricos e atrações de Hong Kong que vale a pena visitar.

A torre do relógio é um marco em Hong Kong, com várias atrações ao redor.

> Calçadão Tsim Sha Tsui

Essa é uma das principais atrações de Hong Kong no lado de Kowloon, uma avenida linda a beira mar que vai da Torre do Relógio até a região de Hung Hom. Caminhe pelo calçadão e curta a vista da Ilha de Hong Kong, um dos skylines mais bonitos do mundo. A noite com as luzes acessa o visual é magnífico. Compre um sorvete, sente-se e curta a paisagem. Se você for lá de manhã cedinho vai ver os moradores fazendo Tai Chi Chuan e meditando na praça. A noite o calçadão fica cheio, bandas tocando na praça, famílias passeando e os turistas tirando foto dos prédios iluminados.

> Avenida das Estrelas

Essa é a Calçada da Fama do Oriente. O calçadão fica no Victoria Harbour e tem uma vista linda para a ilha de Hong Kong com várias estátuas e placas de celebridades como Bruce Lee e Jack Chan. A Avenida das Estrelas está passando por reformas e deve reabrir ao público em 2018. Por enquatno algumas das esculturas estão no Jardim das Estrelas, no outro lado da avenida.

> Tian Tan Big Buda

A estátua feita de bronze também é conhecida como o Big Buddha [Grande Buda] e fica na ilha de Lantau. A escultura simboliza a união entre Homem e Natureza, paz na terra e a prosperidade da China. O Grande Buda está na listas das principais atrações turísticas, e do que fazer em Hong Kong.

> Monastério Po Lin

Esse templo Budista também fica na Ilha de Lantau, quase ao lado do Grande Buda. Lá você pode ver de perto os desenhos, pinturas e arte Budista. Além de caminhar pelos jardins e almoçar no restaurante vegetariano que fica dentro do monastério.

Entre tantas atividades para fazer em Hong Kong e lugares para visitar, tire um tempo e curta a vista do Victoria Harbour.

> Andar no Star Ferry

Mesmo com transporte público moderno e vários túneis ligando Kowloon a Ilha deHong Kong, um passeio de Star Ferry é sempre bem-vindo. Atravessar o Victoria harbour é uma das atividades que você deve fazer em Hong Kong para relaxar e curtir a beleza da cidade de um ângulo diferente.

> Monastério dos 10.000 Budas

Esse é um templo colorido que fica escondido no topo de uma das montanhas de Hong Kong, no caminho você encontra mais de 10 mil estátuas de Buda, desde miniaturas até estátuas do tamanho de uma pessoa ou maior. A subida é puxada, mas o que realmente vai te deixar sem fôlego é  beleza do templo.

O que eu adoro fazer em Hong Kong é apreciar o contraste da modernidade e as tradições chinesas que ainda sobrevivem.

> Caminhe pela Ilha de Hong Kong durante o dia

Explorar a ilha a pé é uma das primeiras coisas que você deve fazer em Hong Kong. É a melhor maneira de apreciar a arquitetura, ver as construções modernas e o contraste com as antigas tradições chinesas.

Agora que você já sabe o que fazer em Hong Kong durante o dia, vamos falar do que fazer durante a noite. Para mim, Hong Kong fica ainda mais interessante depois do pôr do sol, quando as luzes acendem, os restaurantes espalham mesas e cadeiras pelas calçadas e o pessoal sai do trabalho e corre para o tão merecido happy hour.

Os dois lados de Hong Kong têm vida noturna bem agitada. A Ilha de Hong Kong é mais chique, e Kowloon é mais local, mais despretensioso. Aqui vão as nossas dicas do que fazer em Hong Kong a noite, atrações e lugares que você deve colocar no seu roteiro de viagem:

Umas das atrações mais famosas de Hong Kong é o show de luzes que acontece no Victoria Harbour todas as noites.

>  Sinfonia das Luzes no Victoria Harbour

A Torre do Relógio é uma das atrações de Hong Kong e também o lugar perfeito pra assitir o show de luzes e música que acontece todas as noites. A Sinfonia das Luzes começa às 20h e dura apenas 15 minutos. Durante o show luzes, laser e música encehem o céu de Hong Kong e deixam turistas de todo o mundo e boca aberta. Você consegue ver o show de luzes de quase todo o calçadão Tsim Sha Tsui e do Victoria Harbour, só que a música toca em apenas alguns pontos como na Torre do Relógio. A dica é: chegue cedo, e garanta um bom lugar a beira mar.

Um roteiro de viagem a Hong Kong não está completo sem uma visita ao Temple Night Market. Visitar os mercados é uma das coisas que você não pode deixar de fazer em Hong Kong.

> Mercado de rua na Temple Street

O Mercado da Temple Street é um dos lugares que você precisa visitar em Hong Kong. O mercado acontece entre a Jordan Road e o a Kansu Street, e as barracas abrem a partir das 4 horas da tarde, mas é depois que o sol se põe que o agito começa. Vendedores oferecendo de tudo que você possa imaginar, turistas curiosos e cheiro de comida pela rua. O mercado é intenso! Se você se empolgar e decidir comprar algo não esqueça de negociar, se for bom de barganha consegue comprar até pela metade do preço.

> Aproveite a noite no Soho, Lan Kwai Fong ou Mongkok

O Soho fica na Ilha de Hong Kong e é o endereço dos chique e famosos. A região é cheia de bares, restaurantes tops, arte cafés e estrangeiros. Se você acha que o Soho é pompa demais e você que uma baladinha mais descontraída, então se aventure pelas ruas do Lan Kwai Fong. Lá dá escolher entre mais de 90 bares e restaurantes, do mais moderninho até o mais muquifo. Lan Kwai Fong é o lugar perfeito para comemorar os feriados e grandes eventos, nós estávamos lá durante o Halloween é foi divertidíssimo.

Quer saber o que fazer em Hong Kong a noite? Vai festar, a cidade é cheia de bares e restaurantes.

Mongkok é uma área interessante que fica no lado de Kowloon, cheia de lojas, shopping centers e prédios enormes com cara de cortiço. E também uma das regiões mais movimentadas de Hong Kong, mas não deixe todos esse superlativos assustar você. Mongkok é o lugar perfeito para descobrir barzinhos, desde cervejas artesanais até cafeterias com gatos que ficam abertas até de madrugada. Mesmo que você não esteja a fim de beber, vale a pena visitar Mongkok durante a noite para provar a comida de rua e ver os letreiros gigantes iluminando as ruas.

A modernidade, a diversidade e o movimento é o que fazem de Hong Kong um dos melhores destinos de viagem do mundo.

> Festival Wine and Dine

Nós demos a maior sorte de viajar para Hong Kong na época do Festival Wine and Dine, um dos festivais mais deliciosos que acontecem por lá. Nós conseguimos visitar o Wine and Dine na última noite e adoramos. O festival é gigante e super bem organizado, com barracas vendendo vinhos, cervejas e comidas dos quatro cantos do mundo. Até feijoada nós encontramos lá. Meu único arrependimento é que nós só fomos na última noite do Wine and Dine, se eu soubesse que seria tão legal, teria dado um jeito de ir mais vezes.

Colocamos o Wine & Dine Festival na nossa lista do que fazer em Hong Kong.

O que fazer em Hong Kong que é único de diferente?

Agora vamos falar de coisas diferentes,  o que fazer em Hong Kong que é único e que você não encontra em nenhum outro lugar. Descobrir esse lado não turístico é difícil, mas vale a pena. Nós queríamos muito experimentar um pouco da vida local, da realidade de quem mora em Hong Kong e por isso decidimos conversar com o pessoal da Buffalo Tours. Foi com essa empresa que exploramos as plantações de café no norte da Tailândia e fizemos o trekking nos terraços de arroz em Sapa, Vietnã. Eles nos sugeriram fazer o passeio Backstreets of Hong Kong e nós topamos!

Vsitar um mercado de comida é uma das atividade locais para fazer em Hong Kong.

> Tour Backstreets of Hong Kong

O passeio foi bem o que esperávamos, nossa guia nos levou até um bairro residencial de Hong Kong para visitar um mercado de frutas, verduras e peixe. Enquanto elas nos explicava sobre a história de Hong Kong, nós saboreávamos tangerinas que ganhamos de uma tiazinha no mercado. No caminho paramos em Templo Budista onde aprendemos sobre as rezas e as superstições do lugar.

A segunda parada foi em dos condomínios públicos mais antigos de Hong Kong onde um senhorinha nos esperava para jogar Mahjong. O jogo de tabuleiro é uma tradição antiga na China e os velhinhos passam horas jogando. Ela até que tentou nos explicar as regras do Mahjong, mas como as peças eram todas em Chinês ficou difícil fazer as trincas. Teoricamente eu ganhei duas partidas, mas até agora acho que foi marmelada… hahaha

Nosso próximo encontro foi ainda mais interessante e inusitado. Depois do jogo de Mahjong pegamos o Ding-Ding, um bonde de dois andares de 1904 e que ainda circula no centro na Ilha de Hong Kong. Descemos no centro da cidade e fomos conhecer uma senhora que espanta e bate nos maus espíritos.

Nossa lista do que fazer em Hong Kong inclui uma ritual de vodu!

O tour que escolhemos nos levou para conhecer lugares escondidos e atividades diferentes para fazer em Hong Kong.

Eu não acredito em vodu, mas respeito todas a religiões e a cultura das pessoas, então decidi experimentar. A senhora bem velhinha fica sentada embaixo de um viaduto rezando e esperando pelos clientes. Assim que chegamos ela se levantou e me entregou um pedaço de papel com pessoas desenhadas nele. Nossa guia traduziu a conversa e me pediu para escrever no papel o nome de alguém que estivesse me incomodando ou atrapalhando a minha vida. Eu disse que não tinha ninguém em especial, então a senhora começou a rezar para expulsar qualquer espírito do mal que possam aparecer na minha vida. Velas, incensos, cantos, o ritual todo aconteceu ali na calçada. Depois dos sussurros, de bater nas pessoas de papel e de queimar tudo, ela perguntou para os Deus se eles iriam me proteger, e eles responderam que sim. Então a partir de agora eu tenho o corpo fechado!

Nós nunca vamos saber se o ritual é de verdade ou se apenas mais um superstição. O interessante é que as pessoas acreditam e repetem esse ritual por séculos. Depois de mim tinha uma fila com gente nova e mais velha esperando para “bater nos inimigos”. Eu achei incrível como uma cidade tão moderna ainda mantém viva tradições tão ancestrais.

Receber a benção dos Deuses não estava na minha lista de coisas para fazer em Hong Kong, mas jé que aconteceu vamos agradecer!

Nosso tour começou às 9 horas, e a manhã passou voando. Descobrirmos lugares interessantes e o que fazer em Hong Kong além das atrações turísticas. Mesmo com a barreira da língua, sentimos e experimentamos uma Hong Kong que vai além dos arranhas céus e lojas de luxo.

Como viajar para Hong Kong? Onde Ficar?

Nós já falamos sobre o que fazer em Hong Kong, atrações e roteiro de viagem. Agora é hora do planejamento, como viajar para Hong Kong e onde ficar.

> Como viajar para Hong Kong

Provavelmente você vai voar até o Aeroporto Internacional de Hong Kong. Recomendo usar o site Kiwi para pesquisar os melhores voos para Hong Kong, conexões e preços. Do aeroporto você pode pegar  trem, ônibus e até uma limusine para ir para o centro de Hong Kong, todos os detalhes estão no site oficial do Aeroporto de HK.

Se você está vindo de Macau, a melhor opção é pegar um ferry. Dependendo da onde você vai se  ficar em Hong Kong, você pode pegar o barco até a Ilha de Hong Kong ou até Kowloon. Nós usamos o serviço da Cotai Waterjet e a viagem foi de boa.

Caminhar e explorar o caçadão Tsim Sha Tsui é uma das coisas que você deve fazer em Hong Kong.

> Como se locomover em Hong Kong

O transporte público funciona muito bem em Hong Kong. Ônibus, metrô e barco, tudo super fácil de usar. Assim que chegar em Hong Kong compre um Octopus Card, carregue com 50 HK dólares e use para todo os meio de transporte. Não se preocupe em gastar todos os crédito, antes de ir embora você pode pegar seu dinheiro de volta. Se você não curte andar de metrô, use o Uber. O aplicativo funciona em toda a Hong Kong, cadastre-se no Uber e ganhe uma corrida de graça.

Onde se hospedar em Hong Kong

Hotel em Hong Kong é caro! Se você está numa viagem de luxo, perfeito, vai encontrar hotéis fantástico pela cidade. Mas se você está viajando com o orçamento apertado é complicado encontrar um hotel bom, barato e bem localizado. Para facilitar sua vida, vamos separar a cidade em 3 áreas, lugares que são bons para ficar em Hong Kong. As regras são simples: quanto mais perto da beira mar, mais caro é. Hotel barato em Hong Kong significa quarto pequeno, e não se esqueça do Airbnb, você pode encontrar boas ofertas se não se incomodar em dividir a casa com alguém. As melhores áreas para se hospedar em Hong Kong são:

Um dos melhores lugares para ficar em Hong Kong é no Kowloon ou próximo do Victoria Harbour.

  • Central, Wan Chai e Admiralty na Ilha de Hong Kong:
You may also like  Encontrando nosso lugar em Dublin

Essa é a área central de Hong Kong, perto dos shopping centers, restaurantes e bares. Você vai estar no coração do centro financeiro e super bem conectado com transporte público. Nessa área estão os melhores hotéis em Hong Kong, como o The Mandarin Oriental, Conrad Hong Kong, Four Seasons and Grand Hyatt.Se você quer ficar nessa região as opções são inúmeras, dá uma olhada nesses sugestões de hotéis na Ilha de Hong Kong. 

  • Tsim Sha Tsui em Kowloon

A região de Tsim Sha Tsui é famosa pela variedade. Lá você encontra desde hotéis de luxo até acomodações mais baratas, é bem servido de transporte público e restaurantes. O hotel The Peninsula and InterContinental  são alguns dos hotéis tops em Tsim Sha Tsui. Já se você quer economizar dê uma olhada nas opções da  Chungking Mansion,  os quartos são baratos mas tem gente que diz que a economia não vale a pena, já que o prédio com 900 apartamentos é um tanto quanto sinistro. Veja aqui a lista completa com os hotéis em Tsim Sha Tsui, Hong Kong.

  • Hotéis Baratos em Hong Kong: em Mongkok, Hung Hom, Tin Hau e Whampoa

Esses bairros são um pouco longe do centro de Hong Kong, mas têm estação de metrô e várias linhas de ônibus. Clique aqui para a ver as sugestões de hotéis baratos em Hong Kong e não se esqueça de pesquisar no Airbnb, nós ficamos em um apartamento perto de Whampoa e gostamos bastante. A dona da casa foi super gente boa, nos explicou sobre as atrações de Hong Kong, o que fazer na cidade e deu várias dicas. Cadastre-se no Airbnb através desse link e ganhe desconto na sua reserva.

Gostou do Post?! Salve no Pinterest e Compartilhe!!

Dicas do que Fazer em Hong Kong e Onde Ficar! Como planejar sua viagem para Hong Kong. Roteiro, dicas do que fazer em Hong Kong, onde ficar e como curtir experiência locais, um lado diferente da cidade.

Agora você já sabe como planejar sua viagem para Hong Kong, onde ficar e lugares para visitar. Siga nossas dicas do que fazer em Hong Kong e vá além das atrações turísticas e descubra os segredos dessa cidade incrível. Ainda tem alguma dúvida? Deixe um comentário!

2 Comments

Post a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

CommentLuv badge