Roteiro de Viagem para Bangkok: Guia Completo Sobre a Capital da Tailândia

Dicas para o seu roteiro de viagem para Bangkok. O que fazer and onde se hospedar!

Planejar uma viagem para Bangkok não é simples! A capital da Tailândia mistura cultura milenar, comida deliciosa e compras. Só que organizar um roteiro de viagem para Bangkok que inclua tudo isso não é fácil. Depois de receber vários e-mails dos nossos leitores pedindo dicas de viagem para Bangkok, decidimos reunir nossa experiência e conhecimentos em um super guia. Recomendações de onde se hospedar em Bangkok, o que fazer e as atrações imperdíveis.

Bangkok tem sido a nossa casa no sudeste da Ásia por mais de dois anos. Todas as vezes que chegamos lá descobrimos novas coisas pra fazer e também curtimos as tradicionais atrações turísticas, lugares incríveis que fazem de Bangkok uma cidade única e encantadora.

Existe um monte de coisas que você precisa resolver antes de organizar seu roteiro de viagem para Bangkok. Já comprou os voos? Não?! Então dê uma boa olhada no Skyscanner, lá você encontra os melhores preços e as conexões para Tailândia. Já tomou as vacinas e organizou os documentos para viajar para Tailândia? Também não?!  Então dá uma boa lida na lista que fizemos com todos os documentos que você precisa para uma viagem internacional.

No seu roteiro de viagem para Bangkok não pode falta um experiência cultural, algo tradicional da Tailândia.

Dicas de viagem para Bangkok: O que fazer e atrações turísticas

A ideia é ajudar você a montar um guia de viagem para Bangkok completo, com as atrações mais importantes, lugares lindos e tudo o que deve fazer na sua primeira visita a Tailândia. Se você planejar bem dá para fazer esse roteiro entre 3 a 5 dias em Bangkok, depende do seu ritmo e da empolgação.

Primeiro de tudo, você sabe qual a melhor época para viajar para Bangkok? Nossa sugestão é planejar sua viagem para Tailândia nos meses secos, entre novembro e fevereiro. De março a junho é o verão na Tailândia com dias pra lá de quentes. Já de junho a outubro é a estação das chuvas. A época de monções não é tão ruim quanto parece,  nós já estivemos em Bangkok em todas as estações do ano, e a mais difícil de encarar é o verãozão.

As principais atrações em Bangkok são templos ou lugares religiosos, e a minha dica é visitar os templos e o Grande Palácio no mesmo dia, de preferência no começo da viagem. As atrações são próximas uma das outras, e já que você precisa se vestir respeitosamente [usar saia longa ou calça, e cobrir os ombros] faz sentido colocar essas atrações no mesmo dia do seu roteiro em Bangkok. Existem centenas de templos na cidade,  vamos recomendar os mais bonitos e mais famosos, os que você não pode deixar de visitar na sua viagem à Tailândia.

O Grand Palace é uma das atrações que não podem falta no seu roteiro de viagem para Bangkok, Tailândia.

> Grand Palace e Wat Phra Kaew

Essa é a principal atração de Bangkok, e para evitar os grupos de turistas acorde cedo e visite palácio no primeiro horário da manhã. O complexo é gigante, e é dentro do Grande Palácio que fica o Wat Phra Kaew, o templo do Buda de Esmeralda. Os jardins, os  escritórios do rei, as estátuas gigantes e a decoração tailandesa vão te deixar de queixo caído.

O Grand Palace abre diariamente das 8:30 às 15:30, e uma visita “rápida” pode demorar até duas horas, por isso esteja preparado para caminhar. No site oficial do Grand Palace você consulta o preço da entrada, a localização e as regras de vestimenta. Se quiser entender um pouco da história de Bangkok alugue um áudio guia na entrada e acompanhe as histórias de cada templo e prédios  do complexo.

Fique ligado pois existe o golpe do Grand Palace, vamos falar sobre este e outros golpes em Bangkok daqui a pouco.

A visita ao Wat Pho e ao Grand Palace pode ser planejada para o mesmo dia do seu roteiro de viagem para Bangkok.

> Wat Pho e  o Buda Reclinado

O Wat Pho fica do lado do Grand Palace, e é uma das atrações de Bangkok que você não pode deixar de visitar. Se você acordou cedo dá para conhecer o Grand Palace e o Wat Pho na mesma manhã, assim sobra mais tempo para você encaixar outras atividades no seu roteiro por Bangkok.

O Wat Pho é enorme, com vários corredores, pagodas, estátuas e jardins. A maior atração é o Buda Reclinado, com 15 metros de altura, 46 metros de comprimento e todo coberto em ouro. O templo está aberto a visitação das 8:00 as 17h e todas as informações de como chegar, o valor da entrada, e também sobre a Universidade de Massagem Tailandesa que fica dentro do templo estão no site oficial do Wat Pho.

 

> Wat Arun

Na hora de montar seu roteiro de viagem para Bangkok coloque o Wat Arun no final de tarde. Também conhecido como o Templo do Amanhecer, tenho certeza que o Wat Arun vai te impressionar. Localizado nas margens do rio Chao Phraya, o templo fica quase na frente do Wat Pho e para chegar lá é preciso pegar um barco e atravessar o rio. É uma experiência incrível, principalmente se você subir no alto da pagoda principal que tem 67 metros de altura. A escadaria é bem inclinada, mas a vista lá de cima é sensacional. O  Wat Arun fica aberto diariamente das 8:30 às 17:30.

Se você estiver cansado e quiser apenas admirar a beleza do Wat Arun, reserve uma mesa no Sala Rattanakosin Rooftop bar e relaxe assistindo o pôr do sol. O sol se pondo atrás do templo vai ser uma das melhores lembranças da sua viagem a Bangkok.


> Dica pessoal: 
Wat Ratchanatdaram

Esse templo não está no topo da lista das principais atrações de Bangkok, mas deveria. Eu adoro a arquitetura e o design do templo, principalmente à noite com as luzes acesas. O tempo abre diariamente das 8h às 17h,  e a entrada é gratuita.

Não perca tempo indo no mercado flutuante turístico, coloque no seu roteiro de viagem para Bangkok um tour que te leve para conhecer a verdadeira Tailândia.

> Mercado Flutuante, o verdadeiro, não o cheio de turistas

Barcos cheios de frutas e legumes, pessoas negociando nas margens do canal, o aroma da comida tailandesa no ar… Isso é que você espera encontrar quando visita um tradicional mercado flutuante em Bangkok, mas a verdade é que não são todos os  “floating markets” que valem a pena visitar. Como os mercados flutuantes ficam fora do centro de Bangkok, você precisa de um tour ou um guia para te levar lá, e o que acontece é que a maioria dos tours levam os viajantes para o mercado flutuante feito para turistas, com barcos vendendo souvenir e selfie stick.

Nós visitamos alguns mercados flutuantes e já estava decepcionada, até que na nossa última viagem para Bangkok fizemos mais uma tentativa. Reservamos um tour chamado A Perfect Floating Market Day” organizado pela Take Me Tour, e amamos!! O nome do passeio nos deixou com grandes expectativas e o nosso guia Maitree não desapontou. Se você está viajando para Bangkok pela primeira vez, esse tipo de experiência que você precisa ter, uma verdadeira introdução à cultura tailandesa.

Nós encontramos o Maitree na estação do BTS e juntos fomos para mercado flutuante Khlong Lad Mayom. Depois de alguns minutos no carro, chegamos em um estacionamento cheio de gente com sacolas, crianças brincando e o pessoal aproveitando o domingo.

Entre as atividades do seu roteiro de viagem para Bangkok não esqueça de deixar tempo para provar as delicias da comida Tailandesa.

Difícil descrever o cheiro da comida, a cor das frutas, o barulho das espátulas batendo na panela wok, tudo mágico. Uma experiência pra lá de sensorial, deliciosa em todos os sentidos. O mercado de frutas e verduras na beira do canal foi só o começo, depois de provar alguns doces pegamos um barco longtail e fomos navegar.

Nossa primeira parada foi em um templo budista, onde participamos de uma cerimônia e fomos abençoados pelo monge. O guia nos explicou sobre o ritual e como deveríamos nos comportar. Então tiramos os sapatos, pegamos uma cesta de oferenda para o templo, e nos ajoelhamos na frente do monge. Um momento único, que nos fez sentir na pele e no coração as tradições tailandesas, por minutos deixamos de ser turistas, e passamos a ser pessoas comuns, rodeados por amigos e família.

O barco continuou navegando pelos canais, o capitão mostrando habilidade na hora de fazer as curvas fechadas, desviando das árvores e nos molhando de vez em quando. A segunda parada foi em jardim de orquídeas e depois voltamos ao mercado. No caminho passamos por barcos de monges, comida sendo vendida no meio do canal e umas casas de madeira que são verdadeiras obras de arte.

Seguimos para casa da avó do Maitree, uma casa tailandesa tradicional na beira de um dos rios de Bangkok. E lá estava ela, 81 anos, com um sorriso lindo e olhos cheios de sabedoria. Eu não sei falar tailandês, ela não fala nenhuma palavra em inglês, mas mesmo assim nos demos muito bem.

A vozinha acendeu fogo, aqueceu a panela e começou a preparar o Pad Thai [um dos meus pratos favoritos], com praticidade foi me mostrando os ingredientes, como mexer a wok, fritar os camarões e o noodle. Parecia tudo muito fácil e delicioso.

Na sua primeira viagem a Tailândia aprenda a cozinha a comida local.Coloque um tour ou uma aula de culinário no seu roteiro de viagem para Bangkok.

Daí chegou a minha vez de encarar o fogão e provar que uma brasileira também pode cozinha Pad Thai. O calor do fogão, a panela quente e os movimentos para fritar o noodle me deram um suador. Mas consegui, cozinhei o meu primeiro Pad Thai! Um pouco mais demorado do que da vozinha, mas delicioso. Para mostrar os meus dotes culinários gravamos um vídeo, dá só uma olhada!!

O almoço foi um verdadeiro  banquete: Pad Thai, salada de mamão verde, peixe grelhado,  tartar de peixe, frutas tropicais e doces tradicionais. Uma mesa cheia de sabores e muitas gargalhadas, uma experiência inesquecível. Agora você já sabe, planeje direito seu roteiro de viagem para Bangkok, visite um mercado flutuante de verdade. Reserve um passeio que valha a pena, com lembranças que vão ficar para a vida toda.

 

Se você quer economizar, uma alternativa é fazer seu roteiro de viagem para Bangkok utilizando o transporte público para conhecer o Rio Chao Phraya.

> Passeio no Rio Chao Phraya

Na sua viagem para Bangkok não pode faltar um passeio pelo Rio Chao Phraya. Existem várias formas de curtir o rio: passeio privadojantar a bordo de um barco, ou use o transporte público da cidade. Tudo depende do tipo de experiência que você quer ter e o quanto quer gastar.

Se você quer colocar uma pitada de romance no seu roteiro de viagem para Bangkok faça um passeio privado de longtail. A melhor forma de pegar um barco e ir até o píer central [Sathorn – Taksim Pier] e lá contratar um dos barcos que fazem os passeios turísticos. O preço médio do passeio é de 1000 Baht por hora de tour. Ou você pode pegar um dos barcos expressos e passear pelo rio junto com os moradores e outros turistas. O barco de bandeira azul faz a rota turística e o de bandeira amarela ou laranja são de transporte público.

No seu roteiro de viagem para Bangkok não pode faltar uma vista ao Chinatown.

> Chinatown

Esse é o endereço oficial de comida boa e lojas curiosas. O Chinatown é um mundo diferente, principalmente se você se aventurar pelos becos além da avenida Yaowarat. Visite os templos, prove as comidas de rua e as sobremesas. Nas lojas dá para comprar chá, ervas e o monte de coisa esquisita que você só encontra lá. Chegue no Chinatown antes das 17 horas e visite o templo Wat Traimit onde fica o maior Buda de ouro do mundo, com 3 metros de largura e quase 4 metros de altura.

 

> Casa do Jim Thompson

Um roteiro de viagem para Bangkok não está completo sem uma visita a casa do Jim Thompson. No meio da área central de Bangkok a casa-museu é um verdadeiro oásis de flores, arte e lendas. Durante a visita admire o trabalho de seda e o legado de Jim Thompson, e também descubra as histórias de conspiração que envolvem a vida dele na Tailândia e o misterioso sumiço na Malásia.

Coloque o Parque Lumpini no seu roteiro de viagem para Bangkok e aproveite para descansar nos jardins do parque.

> Parque Lumpini

No coração de Bangkok o Parque Lumpini é o pulmão da cidade. Minha dica é ir lá de manhã cedo, pelas 7 horas. Nesse horário você pode admirar os grupos fazendo Tai Chi Chuan com espadas, yoga e se exercitando no jardim. Ahh… Fique de olho nos lagartos gigantes que passeiam pelo parque.

 

> Muay Thai, o boxe Tailandês

Mais do que um esporte, o Muay Thai é uma tradição na Tailândia. Se você quer colocar no seu roteiro de viagem para Bangkok uma luta de verdade, a dica é ir no Lumpinee Stadium ou Rajadamnern Stadium. Para saber os dias e os horários das lutas dê uma olhada no site oficial dos estádios, e aproveite para reservar seu ingresso. Só compre o ingresso para as lutas de Muay Thai no site ou no guichê do estádio. Não compre o ticket de pessoas vendendo na frente do estádio ou na rua, na maioria das vezes é golpe e você vai acabar pagando mais caro, ou comprando ingresso falsificado.

Khaosan Road é o lugar de festa. No seu roteiro de viagem para Bangkok passei por lá de dia e de noite.

> Khaosan Road

A Khaosan Road é conhecida por ser lugar de mochileiros, bares com bebida barata e comida de rua. Tem gente que ama, tem gente que odeia. Por isso, na sua viagem para Bangkok você deve ir na Khaosan Road e tirar suas próprias conclusões.

Se você quer comprar souvenir, esse é um dos melhores lugares em Bangkok. Durante o dia as ruas estão cheias de lojas vendendo artesanato, roupas,  passeios,  tatuagem e mais um monte de coisas. A noite os bares tomam conta das calçadas, e a rua se transforma numa verdadeira festa. Se você é como a gente, e curte house e techno, a melhor opção é o Khao San Road 9 Bar.

 

>  Melhores Rooftop Bares em Bangkok

O que fazer em Bangkok a noite? Que tal um bom jantar, coquetéis e visual de tirar o fôlego. A minha sugestão para o seu roteiro de viagem em Bangkok é colocar pelo menos um rooftop bar na sua lista de atrações. E estar preparado para gastar mais e se vestir bem.

Os melhores rooftop bares em Bangkok são  Vertigo and the Moon Bar no Banyan Tree Hotel, o Sirocco & Sky Bar na State Tower [o bar ficou famoso depois do filme Se Beber Não Case 2], o Octave Rooftop Bar no Hotel Marriott, e o tradicional  Three Sixty  no hotel Millennium Hilton Bangkok. Se você quiser jantar em um desses restaurantes precisa fazer reserva com antecedência.

 No nosso roteiro de viagem para Bangkok um happy hour em rooftop bar é essencial.

Existem várias opções de rooftop bar em Bangkok que são menos famosas, com menos turistas, e que não são tão chatos com o dress code. Eu pessoalmente amo o Park Society & HI SO at SO-Sofitel.  Tem uma vista incrível do Parque Lumpini e do skyline de Bangkok, decoração moderna e coquetéis deliciosos.

Estamos na metade do seu roteiro de viagem para Bangkok. Agora é hora de falar dos mercados de rua e dos shopping centers, porque em Bangkok você pode comprar tudo que quiser e imaginar.

 

Roteiro de Viagem para Bangkok: Onde fazer compras?

Em Bangkok você encontra mercados e lojas para todos os gostos e bolsos. Desde antiguidade, até peças de designers asiáticos e marcas internacionais. Bangkok é o paraíso para compras, mas antes de você visitar os shoppings modernosos, existem dois mercados tradicionais em Bangkok que você precisa visitar.

> Chatuchak,  o maior mercado da Tailândia

Chatuchak é um dos maiores mercados do mundo. O complexo cobre uma área de 35 hectares, com mais de 8.000 barracas, e em um dia normal cerca de 200 mil pessoas passam por lá. Seu roteiro de viagem para Bangkok precisa incluir uma visita ao mercado Chatuchak, e quando chegar lá cuide para não se perder. Você vai ver um monte de coisas legais: roupas, móveis, artesanato, comida, decoração, e tem até uma sessão para plantas e animais. O Chatuchak funciona aos sábados e domingos das 9:00 às 17:00, mas vá de manhã cedinho para evitar a multidão e o calor.

No seu roteiro de viagem para Bangkok não pode faltar uma visita ao mercado de flores e ao Chatuchak.

> Pak Klong Talad, Mercado de Flores em  Bangkok

Um universo de cores e aromas! O mercado de flores de Bangkok é uma experiência única, só que muitos turistas esquecem de colocar esse lugar lindo no roteiro de viagem. O mercado é aberto 24 horas, mas é lá pela meia noite que fica realmente movimentado. Se você não quer passar da hora de dormir, faça uma visita ao mercado de flores pelas 19 horas e vai conseguir ver os caminhões de entrega e as senhoras trabalhando em buquês e guirlandas.

> Siam Paragon, MBK, EmQuartier e muito mais

Os melhores lugares para fazer compra em Bangkok estão na região da Sukhumvit. Lá você encontra o  Siam Paragon, Central World, MBK,  Pantip [paraíso para eletrônicos], e o super luxuoso EmQuartierA avenida Sukhumvit também é o endereço de bares e clubes, tenha em mente que seu roteiro por Bangkok vai passar por lá várias vezes.

> Asiatique

O Asiatique é um complexo de restaurantes, lojas e diversão, tudo num shopping a céu aberto construído nas margens do rio Chao Praya. Para chegar lá a melhor opção é ir até o píer central [Sathorn – Takin Pier] e de lá pegar o barco oficial do Asiatique que te leva até o shopping de graça.

Além de planejar seu roteiro de viagem para Bangkok você também precisa escolher o melhor hotel para ficar em Bangkok, Tailândia.

Guia de Viagem para Bangkok: onde é o melhor lugar para ficar?

Agora que você já sabe o que fazer em Bangkok e os lugares para visitar, chegou a hora de falar de acomodação. Esse é mais um desafio que você vai enfrentar na hora de planejar seu roteiro de viagem para Bangkok. A cidade tem uma variedade imensa de hotéis, hostels e apartamentos, e é difícil saber qual é a melhor região para se hospedar em Bangkok. Mas não entre em pânico, segue uma lista com os melhores lugares para ficar em Bangkok e como escolher um bom hotel pro seu estilo de viagem.

> Região de Silom – Sathorn

Esse é o centro financeiro da cidade, com ótimos restaurantes, shopping centers e perto do Parque Lumpini. É um dos melhores lugares para ficar em Bangkok porque está perto das atrações turísticas e bem conectado com o BTS [skytrain] e o MRT [metrô]. Com todas essas facilidades e uma localização privilegiada, os hotéis na região de Silom e Sathorn são mais caros, mas são ótimos.

Dois dos meus hotéis favoritos em Bangkok ficam nessa região. Sem palavras para descrever o serviço impecável e a decoração luxuosa do Oriental Residence Bangkok. Nos hospedamos lá  para comemorar nosso aniversário de casamento e adoramos. Outra ótima opção é o  So Sofitel.  Com design francês que mistura alta costura e as tradições tailandesas, o So-Sofitel é artístico e fashion. Além de ser um hotel 5 estrelas, tem uma das melhores vistas de Bangkok.

Para ajudar você a escolher o melhor lugar para ficar em Bangkok listamos algumas opções de hotéis com preço intermediário em Sathorn. Dê uma olhada e  reserve o seu preferido.

A região de Pratunam [e muito boa se você quer ficar perto das atrações turísticas e ganhar tempo no seu roteiro de viagem para Bangkok, Tailândia.

> Região de Pratunam

Essa é a melhor área para ficar em Bangkok se você quer fazer compras. Todos os shopping centers e as barraquinhas de rua estão na porta do hotel. É uma das áreas mais turísticas de Bangkok e lá você encontra todo tipo de acomodação.

Na região de Pratunam nós adoramos o Amari Watergate Hotel, super bem localizado, com várias opções de restaurantes e lojas ao redor, próximo da linha do BTS e do trem que leva para o aeroporto. É a opção perfeita para quem quer ficar no meio da bagunça, mas num lugar confortável para descansar. Nós ficamos na suíte executiva e curtimos o happy hour com bebida e comida de graça no Lounge Executivo. Convenci você que o hotel é ótimo? Não?! Então confere a matéria que escrevemos sobre a nossa experiência no Amari  

E aqui vai uma lista com outras opções de hotéis na região de Pratunam em Bangkok.

> Região da Sukhumvit

Sukhumvit é uma avenida enorme que corta Bangkok de leste a oeste, e um pedaço dela é bem turístico com lojas, restaurantes, bares e bons hotéis. Estamos falando da área entre as estações do BTS Nana e Phrom Phong. Lá você encontra inúmeros hotéis, luxuosos, mais baratos, redes internacionais e hotéis boutique.

Fizemos uma lista com os melhores hotéis na região de Sukhumvit, escolha o seu favorito e reserve aqui.

> Chinatown

Essa não é uma opção comum entre os viajantes que visitam Bangkok pela primeira vez, mas pode ser uma experiência única e interessante se você souber escolher um bom hotel. Shanghai Mansion Bangkok  é um ótimo exemplo de um bom hotel no meio da multicultural Bangkok. Chinatown também é o endereço de hotéis baratos, onde você pode economizar na acomodação e gastar nas comidas deliciosas que vai encontrar por lá.

Os melhores hotéis em Bangkok, perfeitos para o seu roteiro de viagem para Bangkok.

 

> Margens do Rio Chao Phraya

Esse é o endereço mais luxuoso de Bangkok, as margens do Rio Chao Phraya estão  alguns dos hotéis mais tops da cidade. É um dos melhores lugares para se ficar em Bangkok e também um dos mais caros.  The Peninsula, Shangri-la, The Siam, Mandarin Oriental, Royal Orchid Sheraton, Chatrium Sala Rattanakosin são apenas alguns dos hotéis internacionais localizado às margens do rio.

> Khaosan Road

A Khaoaan Road e a Rua Rambutree são famosas por serem área mais barata para ficar em Bangkok. Eu discordo em parte, prefiro dizer que a Khaosan Road é a melhor opção para quem quer ficar perto dos bares e das atrações históricas, quem está afim de curtir uma vibe “backpacker”. Não escolha a Khaosan Road pensando apenas em economia,  existem muitos outros hotéis bons e baratos espalhados por Bangkok.

O problema da Khaosan Road é que nem todos os hotéis são bons como eles aparentam ser no site de reservas. Muitas das vezes o quarto parece ser simples e limpo, mas quando você chega lá é um cubículo sujo, sem janela e com baratas. É claro que existem bons hotéis na Khaosan Road, o nosso preferido é o A&A Guest House, limpo, confortável, com bom preço e café da manhã. Precisa de mais dicas de hotéis baratos em Bangkok? Dá uma olhada nessa lista de sugestões de lugares para ficar em Bangkok e na Khao San Road.

 

Roteiro de viagem para Bangkok: O que fazer quando chegar lá!

Finalmente você chegou em Bangkok, está no aeroporto são e salvo. E agora, faz o quê?  A primeira coisa que você precisa fazer depois de passar a imigração é comprar um chip para o seu celular. Confie em mim, você vai precisar de Internet no seu telefone para conseguir explorar Bangkok, pegar táxi, checar as conexões de transporte público e encontrar no Google Maps aquele lugar especial que eu te recomendei.

Procure por uma loja da Dtac, lá você encontra o  Happy Tourist SIM card, um plano fácil, barato e de confiança. O atendente da loja te ajuda na configuração do celular em menos de 10 minutos você já sai falando. Dá pra escolher entre os planos de 7 dias [por 300 Bath] ou de 15 dias [por 700 Batht], incluindo internet ilimitada e ligações. O sinal da operadora funciona bem em toda Tailândia. Você viu o meu vídeo cozinhando o Pad Thai? Então, foi um “Facebook Live” usando o sinal de 4G da Dtac.

Durante seu roteiro de viagem para Bangkok você vai precisar usar o transporte público e os tuk-tuks para se locomover em Bangkok.

> Como se locomover em Bangkok:

Bangkok tem dois aeroportos. Suvarnabhumi é o aeroporto internacional e o maior, de lá você pode pegar um trem [Airportlink] e ir até o centro da cidade onde é possível conectar com outros transportes públicos ou pegar um táxi até seu hotel. No celular faça o mapa do aeroporto até o endereço do seu hotel, isso vai te ajudar a achar as conexões de trens, e também ajudar o taxista a encontrar o seu hotel. Não sugiro pegar táxi direto do aeroporto até o centro da cidade, você vai ficar preso no trânsito por horas e isso não é o que você quer logo no início da sua viagem em Bangkok.

Se você aterrizar no Aeroporto Don Muang pegue um táxi do terminal até a estação do BTS Mo Chit [peça para o taxista pegar a rodovia com pedágio, custa 50 Bath a mais, só que você ganha tempo]. Ou pegue um onibus que custa apenas 30 Baht, o ponto fica na frente de uma das portas do aeroporto e para na estação Mo Chit do BTS. Da estação você consegue ir para qualquer lugar em Bangkok. Se o seu hotel é na região de Sathorn ou Sukhumvit dá para ir de trem. Já se você reservou hotel na Khaosan Road, Chinatown, ou nas margens do Rio Chao Phraya, a melhor opção é ir de táxi direto do aeroporto. Faça um mapa no seu telefone e mostre oendereço para o taxista.

BTS, MRTtáxi e os tuk-tuks são transportes disponíveis em Bangkok, e você pode pegar todos. Os taxistas insistem em não usar o taxímetro, e tentam cobrar dos turistas o preço fechado pela corrida, o que geralmente é muito caro. E quando eles aceitam usar o taxímetro, na maioria das vezes não conseguem achar o endereço que você pediu. O jeito mais prático é baixar no seu celular o aplicativo do Uber ou Grab Taxi,  é seguro e você vai se estressar bem menos.

 

Roteiro de viagem para Bangkok: Onde comer e o que comer?

A comida tailandesa é deliciosa, mas pode ser um desafio para quem viaja para Tailândia pela primeira vez, principalmente se você não gosta de comida apimentada. É difícil sugerir lugares para comer já que todos nós temos gostos diferentes, alguns são vegetarianos, e tem gente que assim como eu é alérgico a certas comidas. Mas uma coisa pode ter certeza: dá para comer comida de rua de Bangkok sem problema. Nesses mais de dois anos viajando pela Tailândia nunca passamos mal. O segredo é dar uma olhada na  barraca, ver se é limpa o suficiente, se tem bastante gente local comendo, se a comida cheira bem, daí pode ir com fé.

Nossos pratos preferidos na Tailândia são: pad thai, som tam [salada de mamão verde], massaman curry, sopa de noodle com porco [as melhores são as das barraquinhas que ficam na frente da loja do 7-11], arroz frito, sopa tom kha gai e sopa tom yum. De sobremesa prove a manga com arroz ou roti. Vai aqui uma lista das comidas tailandesas que nós adoramos e mais um monte de outras receitas para provar.  

Não tenha medo, pode comer a comida de rua na Tailândia.No seu roteiro de viagem não deixe de visitar o Chinatown durante a noite.

O Chinatown, o centro histórico, a Khaosan Road e a Sukhumvit são os melhores lugares em Bangkok para provar comida de rua. Se você é vegetariano ou vegano, os meus restaurantes preferidos são o Ethos Restaurant ou May Kai Dee, os dois ficam pertinho da Khaosan Road. E não se esqueça de provar as frutas e os sucos, pode comprar de boa nas barraquinhas de rua. Se quiser comer comida ocidental, existe uma variedade imensa de restaurantes em Bangkok, pesquise e descubra quais são os mais elogiados e os que estão na moda.

 

Roteiro de viagem para Bangkok: Segurança e Golpes

A Tailândia é um país seguro [bem mais que o Brasil], mas como em qualquer cidade grande, em Bangkok você precisa ficar ligado. Antes de embarcar você deve contratar um bom seguro viagem. Nós usamos a World Nomads para proteger a nossa saúde e as nossas coisas. Quando fiquei doente na Tailândia e tive que ser internada, eles pagaram todo o tratamento.

Além disso, guarde seu dinheiro e o passaporte sempre em lugar seguro. O Rob carrega um money belt [ou doleira] como nosso dinheiro graúdo, cartões de banco e passaportes. Se precisar trocar dinheiro, tente usar as agências de câmbio que ficam dentro ou na frente de um banco, além de ser mais seguro, eles têm as melhores cotações.

Mais uma dica para sua viagem à Tailândia: peça para recepção do hotel escrever em um cartão, na língua tailandesa, o nome do hotel, o endereço e o número telefônico. Se você estiver em uma situação de emergência qualquer pessoa vai poder te ajudar a entrar em contato com o hotel.

 

Dicas de viagem para Bangkok: como não cair nos golpes turísticos!

Se você sentir que algo está errado, que é oferta é boa demais pra ser verdade, preste atenção. É nessa hora que seu sexto sentido deve falar mais alto! Os tailandeses são muito queridos e prestativos por natureza, mas se alguém está forçando a barra para te convencer de alguma coisa, ou forcando te vender alguma coisa, pode ter certeza que é golpe. Na sua viagem para Bangkok fique ligado, e evite os golpes mais comuns:

> Hoje o templo está fechado, mas eu posso te levar para um lugar bem melhor!

Você parou o táxi ou tuk-tuk, pediu para ir pro Grand Palace ou alguma outra atração em Bangkok, daí o motorista olha pra você e diz: “hoje tá fechado, mas posso te levar pra um outro templo, pra um lugar bem melhor”. Saia do táxi imediatamente!! Esse é o golpe mais comum que acontece em Bangkok, principalmente na região da Khaosan Road. Todos os dias dezenas de turistas acabam sendo levados para lojas de jóias e alfaiatarias, e são ameaçados por taxistas e vendedores a comprar produtos por preços exorbitantes.

Photo by Skye Travels

Photo by Skye Travels

> Corrida de tuk-tuk ou de táxi muito barata.

A Tailândia é um país barato então se alguém te oferecer uma corrida de táxi ou de tuk-tuk quase de graça é bom não aceitar. Provavelmente o motorista vai te levar para uma agência de turismo, uma loja, ou um restaurante ao invés de dirigir para o lugar que você pediu. Eles fazem isso porque as lojas pagam uma comissão para cada turista que eles levam lá. O pior de tudo é que ele te deixa na loja e vai embora, daí você tem que lidar com o vendedor chato e ainda pagar por mais um táxi. Para ter um parametro, a bandeira inicial do Taxi é de 35 Baht.

> Eu tenho um amigo que pode te ajudar, bem baratinho!

De novo, se a oferta é demais fique ligado. Tailandês é prestativo e simpático por natureza, mas quando a oferta é demais desconfie. Se você estiver com algum problema ou estiver com dúvida, converse com a recepção do hotel ou ligue para a polícia de turismo. O número é 1155 e a ligação é gratuita de qualquer telefone.

> Você é obrigado a comprar calça e lenço!

Na entrada do Grand Palace e em outras atrações turísticas você vai ver barraquinhas vendendo calças, xales, sarongs e oferecendo guias “oficiais”. Eles vão te dizer que para entrar no templo você precisa estar de calça e cobrir seus ombros, e que você deve comprar deles porque não tem lenços dentro do tempo. Parte dessa conversa é verdade, você precisa se vestir respeitosamente para entrar dentro das atrações de Bangkok, mas a outra parte é pura mentira. Dentro de quase todos os templos você ganha sarongue e xales de graça para cobrir os seus ombros e pernas,  e dentro do Grand Palace você pode alugar os xales por 50 Baht.

Se você quiser colocar no seu roteiro de viagem para Bangkok uma visita ao Red Light district, siga nossas dicas para aproveitar e não cair em nenhum golpe.

Photo by: Food Fun Travel

> Ping Pong Show

Todos os anos centenas de turistas caem em golpes no Red Light District e do Ping Pong show. Não existe problema algum em curtir a noite de Bangkok, mas faça isso de maneira segura. Primeiro de tudo, se um taxista ou motorista de tuk-tuk te parar na rua oferecendo ping pong show não dê bola e continue andando. Provavelmente ele vai te levar para um lugar perigoso e você vai estar correndo risco de ser roubado ou coisa pior.

Se você quer ir assistir um Ping Pong Show ou ir a um bar de strip tease durante sua viagem em Bangkok faça o seguinte: chame um táxi [Uber e Gab Táxi funcionam super bem] e peça para o motorista te levar na Soi Cowboy [a “zona” mais organizada de Bangkok, com bares de strip tease e ping pong show], ou para a Patpong [o Red Light com mais turistas, mercado de rua e vários ping pong shows], ou para a Nana Plaza [bem no coração da Sukhumvit, famoso pelos ladyboys]. E antes de entrar nos bares ou casa de show, verifique o preço e as regras da casa.

Agora você já sabe quase tudo: como planejar seu roteiro de viagem para Bangkok, o que fazer, as dicas de segurança e onde ficar em Bangkok. Curta essa cidade incrível, e se no meio de tantos passeios ainda sobrar um tempinho, temos mais dicas pra vocês. Escrevemos um guia do que fazer em Bangkok além das atrações turísticas, um upgrade no seu roteiro de viagem para Bangkok. Sobre custo de viagem e como organizar o seu dinheiro, temos um post especial com todas as dicas de quanto custa viajar na Tailândia, desde de Bangkok até as ilhas.

Curtiu o post?! Save no Pinterest e Compartilhe!!

Roteiro de Viagem para Bangkok! Atrações turísticas de Bangkok, onde ficar, como se locomover e não cair nos golpes. Tudo que você precisa saber para planejar sua viagem para a capital da Tailândia.

Ainda tem dúvidas sobre como organizar o seu roteiro de viagem para Bangkok? Onde ficar e o que fazer? Não tenha vergonha, deixe suas perguntas no comentário abaixo. E não se esqueça de reservar os hotéis e passeios através dos links aqui do blog. Assim você nos ajuda a continuar postando as melhores dicas de viagens e guias.
Roteiro de Viagem para Bangkok! Atrações turísticas de Bangkok, onde ficar, como se locomover e não cair nos golpes. Tudo que você precisa saber para planejar sua viagem para a capital da Tailândia.

16 Comments

  1. Olá, adorei seu site! O mais completo sobre a Tailândia dentre os que tenho visitado. Obrigada por partilhar tanta informação útil para quem tá perdidinha como eu. 🙂

    Estou prestes a comprar as passagens para abril, pretendo passar 20 dias. Só não comprei ainda porque estou com certo receio do calor. É insuportável ou dá pra encarar nas férias? Abraço!

  2. Obrigada pelas dicas.
    Vou em Novembro e estou a tentar montar o roteiro e estas dicas vão ajudar muito. Acho que marquei foi poucos dias, só 15 …

  3. Nossa, demais o blog, o mais completo e responde justamente as dúvidas que a gente precisa! Estou embarcando para a Tailândia no próximo dia 25, pena não ter encontrado vocês antes! Parabéns e obrigada!!

  4. Olá, amei suas dicas, mas ainda estou super apreensiva. Eu, meu esposo e nossas duas filhas (11 e 10) estamos indo para a Tailândia daqui a duas semanas, e não falamos inglês fluentemente. Vocês tem alguma indicação de guias que falem português ou agências que possam nos orientar melhor?

  5. Olá Robson. Me desculpe pela ingenuidade mas o que é um Ping Pong Show? É um show de streaptease?
    Vou para Bangkok com minhas 2 filhas pequenas e não quero cair em ciladas por nem saber do que se trata, rsss.

  6. Olá! Parabéns pelo site, estamos nos deliciando!
    Essa última semana, meu marido, fuçando pela internet, puxou a entrevista de vocês no programa da Fátima Bernardes contando que viajam pelo mundo e desde então, nos tornamos fãs e já sigo todas as suas redes sociais.
    Ficamos ainda mais felizes por saber que vocês são mestres/doutores em Tailândia, o que tem contribuído muito para organizarmos nosso roteiro.
    Vamos para aquele lugar exótico, cheio de expectativas no dia 9 de novembro, circularemos por lá até o dia 30 de novembro.
    Pretendemos visitar, além de Bangkok, claro, tanto a parte oeste com a Phi Phi Island e arredores, quanto a leste, Ko Samui e arredores.
    Tenho algumas dúvidas, se puderem nos ajudar, serei ainda mais grata 😉

    1 – Dinheiro: que dica dão? Melhor ir com cartão, dólar, Bath? Troca aonde? De que forma é melhor circular com $$ por lá?

    2 – Queremos passar 5 dias no lado do mar de Andaman (a ideia é pegarmos um voo de Bangkok a Krabi) que dica dão de voos doméstico com melhor custo benefício?

    3)Li em várias páginas que Phuket já não é mais tão interessante, de tal forma que pensamos em fixar base em Phi Phi e dali fazer as voltas, acham que é válido assim ?

    3 – Os outros 5 dias, queremos passar no golfo da Tasmânia, para passar de um lado para outro, (no caso, sair de Phi Phi, seguir a Krabi e, de lá, ir até Surat Thani para então nos dirigirmos a Ko samui, qual a melhor forma? ônibus? avião? Tem alguma dica?

    Agradeço imensamente a atenção! Parabéns mais uma vez pelo belo trabalho!

    Grande abraço!

    1. Oi Andressa,
      Td bem?
      Obrigado pelo carinho.
      Tailândia 🙂 vamos lá:
      1 – Prefiro levar um pouco de grana num cartão e dólar ou Euro e trocar nos Bancos ou casas de câmbio dos bancos. Por segurança sempre ando com uma “doleira”.
      2 – AirAsia, Nok Air e Thai Lion tem voos baratos para Krabi. Veja no SkyScanner ou Kiwi.com para comparar os preços.
      3 – Pensamos exatamente o contrário. Prefiro Phuket do que PhiPhi, tem essa matéria no blog. Numa dessa fica uns 3 dias numa ilha e 2 em outra.
      4 – Qualquer hotel ou agência de turismo pode organizar uma van + ônibus + barco de Krabi para Samui. Mas tb confere os preços de voos, a Bangkok Airways tem voos diretos.

      Curtam muito a Tailândia! E se ainda não revervaram os hotéis e seguro viagem por favor façam pelos nossos links, assim ganhamos uma pequena comissão e vcs não pagam nada a mais 😉
      Hotéis : Booking.com & Agoda
      Seguro viagem: World Nomads

      Abs!!!!

Post a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *