Um dia em Chiang Rai: Templo Branco, Comida Típica e Muito Mais

Some of our links are affiliated, we will earn a commission when you buy a service or product. This will have no extra cost for you. For further info please refer to our Privacy Policy

A viagem de um dia a Chiang Rai na Tailândia precisa incluir uma visita ao templo branco.

foto Thunyarat Satornlug

O Templo Branco em Chiang Rai é tão lindo que mais parece uma pintura. Fico pensando quanto inspiração e dedicação foram necessários para criar essa obra-prima. O templo Wat Rong Khun conhecido por Templo Branco é uma das principais atrações de Chiang Rai na Tailândia, e ainda não acredito que tive a oportunidade de ver essa maravilha bem de pertinho. Essa viagem de um dia a Chiang Rai foi repleta de templos belíssimos, comida deliciosa e a sensação que finalmente superei um dos meus maiores medos.

Daqui a pouco volto a falar de mim, primeiro quero dizer que o Wat Rong Khun é apenas a cereja do bolo. Na lista do que fazer em Chiang Rai tem lugares tão lindos ou até mais belos do que o Templo Branco. A cidade de Chiang Rai fica no norte da Tailândia e é famosa pelos templos, natureza e comida boa. É claro que a cidade merece muito mais do que só uma visita, mas se você está com pouco tempo, planejando direitinho dá para fazer e ver muita coisa em apenas um dia em Chiang Rai.

A viagem a Chiang Rai teve um significado especial para mim. Essa foi minha primeira aventura sozinha depois de meses lutando contra uma infecção que quase me deixou cega do olho esquerdo. Mesmo sem enxergar 100% fiz as malas e aceitei o desafio. Eu queria descobrir o que fazer em Chiang Rai e visitar as principais atrações em apenas um dia, por isso pedi a ajuda do TakeMeTour para organizar um passeio saindo de Chiang Mai para Chiang Rai.

 

Como planejar a viagem de um dia de Chiang Mai a Chiang Rai?

Chiang Rai fica a 200 km de Chiang Mai, a cidade mais famosa e turística do norte da Tailândia. Para ir de Chiang Mai para Chiang Rai há duas opções: voo ou carro/ônibus. Se você estiver viajando de Bangkok ou de outra cidade longe de Chiang Rai pode voar até Chiang Mai [que tem maior oferta de voos e melhores preços] ou voar direto para Chiang Rai e começar seu tour de um dia saindo do aeroporto.

Se você está em Chiang Mai a melhor opção é pegar a estrada, são apenas 3 horas e meia de uma cidade a outra. Você pode viajar de Chiang Mai para Chiang Rai por conta própria, há ônibus diários e a passagem é bem em conta. Assim que chegar em Chiang Rai vai ter que contratar um taxista, tuk-tuk ou um passeio qualquer para te levar até as atrações e os templos mais bonitos. Dá para fazer, principalmente se você já viajou pela Tailândia e sabe barganhar ou se tem espírito aventureiro. Só tenha em mente que os taxistas não falam muito bem inglês e que os tours oferecidos no aeroporto e na rodoviária nem sempre são os melhores.

 

Antes de pegar o busão leia o nosso guia de como viajar de ônibus na Tailândia!

Se você está em Chiang Mai e quer fazer um bate e volta a Chiang Rai recomendo contratar um passeio ou tour saindo de lá. Essa é opção mais fácil, mais prática e você pode escolher um passeio que se encaixe no seu estilo de viagem. Melhor ainda se você contratar um guia que possa te levar nas principais atrações de Chiang Rai e também  mostrar um pouco da cultura local. Foi pensando nisso que reservei o passeio “Blue Temple, White Temple, Black House, Lotus Temple & Best Khao Soi” do TakeMeTour. O passeio privado de um dia tem no roteiro o Templo Branco de Chiang Rai, lugares importantes como a Casa Preta, o Templo Azul e comida típica do norte da Tailândia.

Essa não é a primeira vez que fazemos passeios com o TakeMeTour, em Bangkok fizemos o Tour de Café, um Tour de comidas no Chinatown, e visitamos um Mercado Flutuante e aprendemos a cozinhar Pad Thai com uma senhora de 80 anos.

 

Roteiro de um dia em Chiang Rai

A viagem começou cedo, às 7 horas da manhã o Kiki – o guia local – me pegou no hotel em Chiang Mai [fiquei no charmoso The Mellow Pillow Hotel]. Depois de 3 horas na estrada chegamos na primeira atração do nosso tour em Chiang Rai: as águas termais.

A primeira parada do tour em Chiang Rai foi nas termas da cidade.

1.ª Parada: Termas de Chiang Rai

Para ser sincera, fiquei um pouco decepcionada com as águas termais de Chiang Rai. O lugar é menor do que eu imaginava e mais lotado que eu esperava, mas no final até que curti e dei boas risadas. Depois de passar pelos grupos de turistas e encontrar um cantinho para sentar e colocar os pés na água deu para relaxar. Foi interessante ver os ônibus e vans cheios de turistas chegando e saindo em menos de 10 minutos, me fez perceber como é bom e menos estressante fazer passeios em grupos menores ou privativos. Enquanto o pessoal chegava e saia correndo, eu e o Kiki batemos um bom papo. Ele me falou sobre as obras intermináveis na estrada que conecta Chiang Mai a Chiang Rai, o aumento no número de visitantes na região, o que fazer em Chiang Rai e como ele se sente orgulhoso de poder mostrar as belezas de Chiang Rai para os turistas.

Depois do escalda pés pegamos a estrada pois a lista do que fazer em Chiang Rai em um dia é grande e o tempo voa.

 

O Wat Sang Kaew Phothiyan é um dos templos mais bonitos de Chiang Rai na Tailândia.

foto Thunyarat Satornlug

2.ª Parada: Wat Sang Kaew Phothiyan

Foi aqui que toda aquela história de ter um guia local e valorizar o turismo responsável fez sentido. Depois das termas, dirigimos por alguns minutos até chegar em um estacionamento vazio em uma estrada secundária. O sol estava a pino, o calor judiando, e o coração a milhão, estávamos chegando em um dos templos mais bonitos de Chiang Rai. Na entrada fomos recebidos por dragões e um escadaria linda, sinos e nenhuma alma viva por perto.

Wat Sang Kaew Phothiyan tem um design único, com jardins rodeando o templo e estátuas gigantescas. O templo Wat Sang Kaew Phothiyan é diferente do Templo Branco de Chiang Rai, por isso respeite o lugar. O Templo Branco é uma atração turística já o Wat Sang Kaew Phothiyan é um templo onde os moradores frequentam para orar, por isso vista-se respeitosamente, fale baixo e se sentir vontade de rezar, aproveita a paz do lugar.

No Wat Sang Kaew Phothiyan, o guia explicou como orar dem um templo budista e fui abençoada por um monge.

foto Thunyarat Satornlug

Logo depois da entrada do templo há duas estátuas que simbolizam o bem e o mal, anjo e demônio. Para os budistas o bem e o mal podem co-existir desde que haja o equilíbrio entre as forças. Fato interessante é que o demônio bebe uísque, veste tênis All Star, tem Iphone com Facebook e Instagram. Parece brincadeira, mas nos faz pensar que em meio a tanta modernidade, consumismo e mundo digital, nós também precisamos encontrar o equilíbrio.

Esta viagem de um dia a Chiang Rai foi especial porque aprendi sobre a religião e cultura tailandesa.

No templo Wat Sang Kaew Phothiyan o guia me ensinou a rezar em um templo budista e até recebi a benção de um monge. O ritual de benção terminou com uma mensagem importante: não se preocupe tanto e viva o momento. Pode deixar monge, entendi o recado!

Depois da benção chegou a hora de voltar para estrada e seguir para nossa terceira atração do dia, o Templo Branco de Chiang Rai estava à nossa espera.

 

O templo branco de Chiang Rai é ​​tão bonito que mais parece com uma pintura.

foto Thunyarat Satornlug

3.ª Parada: Wat Rong Khun AKA Templo Branco de Chiang Rai

O Templo Branco é de tirar o fôlego, sem dúvida um dos templos mais bonitos da Tailândia, e como eu já esperava estava cheio de visitantes. Diferente do templo que visitamos antes, o Wat Rong Khun é um templo artístico onde as pessoas vão para admirar a arquitetura e não para rezar. Mesmo assim você precisa se vestir adequadamente [cobrir até os joelhos e ombros, tanto homens como mulheres], mas é bem mais tranquilo de andar e você pode esperar na fila para tirar aquela foto perfeita para o Instagram.

Entretanto, dentro do templo não é permitido tirar fotos nem gravar vídeos, por favor respeite, é isso que mantém o lugar mágico. Você precisa vir até Chiang Rai para ver o quão estranho, diferente e bonito o templo é. E acredite, a Templo Branco de Chiang Rai é uma atração inesquecível.

O Wat Rong Khun [Wat significa templo] é uma mistura de ficção científica e budismo. Lá você vai ver estátuas e pinturas de alienígenas, personagens de filmes e imagens de Buda. É estranhamente lindo. As mãos saindo do chão representam o inferno, e você precisa cruzar a ponte sobre elas para chegar no céu, que é dentro do templo. Esse é o significado do Templo Branco de Chiang Mai, uma viagem entre as coisas mundanas e o nirvana.

Os detalhes do Templo Branco em Chiang Rai contam a história do inferno e paraíso.

Dá para ficar admirando o Templo Branco por horas. Não deixe de explorar o complexo que tem vários altares, um jardim lindo e um banheiro dourado. Sério, o banheiro dourado foi o toilete mais chique que eu já vi. A casinha em si, é normal e limpa, mas o prédio por fora mais parece um templo. Não esqueça, a foto na frente no banheiro dourado é indispensável já que não é todo dia que vemos um banheiro bonito assim.

Ao visitar o Templo Branco em Chiang Rai, não se esqueça de dar uma olhada no Banheiro Dourado que mais parece um templo ou um palácio.

foto Thunyarat Satornlug

Depois do Templo Branco o guia anunciou a quarta parada do nosso tour em Chiang Rai: almoço!

 

4.ª Parada: A melhor Khao Soi em Chiang Rai

Quando eu estava fazendo a reserva do passeio em Chiang Rai falei para o guia que a Khao Soi é um dos meus pratos tailandeses preferido, e ele prometeu que me levaria num restaurante de Chiang Rai que serve a melhor Khao Soi do norte da Tailândia.

Além dos tours, o TakeMeTour também oferece a Local Table Experiences, que são passeios onde você visita à casa de um guia para experimentar comida caseira ou visita um restaurante tradicional onde pode saborear as melhores receitas do lugar. Meu passeio de um dia em Chiang Rai foi a combinação dos dois e o resultado foi uma aventura cultural e gastronômica.

Nessa viagem de um dia a Chiang Rai, eu comi a melhor sopa Khao Soi da minha vida.

No cardápio tinha a deliciosa Khao Soi – uma sopa feita com leite de coco, curry, noodles e frango, o Cha Pu Moo Yang – salsicha de porco enrolada em folhas de betel, o famoso Pad Thai – noodles de arroz com molho de tamarindo e camarão, refogado de Morning Glory – um vegetal bem comum na Tailândia e que eu adoro, e rolinhos primavera frescos. Tudo estava uma delícia e sem dúvida foi a melhor Khao Soi que eu já comi. Assista o nosso vídeo no Youtube >Day Trip from Chiang Mai to Chiang Rai< para ver a minha cara de alegria e conhecer esses pratos bem de pertinho.

Pra lá de satisfeita chegou a hora de pegar um café gelado [sim, eles bebem muito café gelado na Tailândia e é uma delícia] e continuar nosso roteiro do que fazer em Chiang Rai em um dia.

 

A Casa Preta de Chiang Rai ou Baan Dam reune artefatos interessantes e macabros.

5.ª Parada: Museu Baan Dam AKA a Casa Preta de Chiang Rai

A Casa Preta de Chiang Rai ou Museu Baan Dam é diferente, bonito e meio assustador. O museu conta com 15 casas espalhadas por um jardim e tudo exposto lá faz parte da coleção particular do artista Thawan Duchenee.

Dentro da Casa Preta de Chiang Rai, você vai ver esqueletos e animais mortos.

foto Thunyarat Satornlug

Prepare-se para ver pele de animais, ossos e imagens sacras. A Casa Preta de Chiang Rai é um lugar meio esquisito, uma mistura entre o artístico e o grotesco. Eu fiquei impressionada com o tamanho do esqueleto de elefante exposto embaixo de uma das casas, enquanto outros visitantes estavam assustados com as cobras gigantescas. Em resumo, lá você vai encontrar muita coisa estranha e se você se impressiona fácil é melhor se preparar para não levar um susto.

Depois da Baan Dam chegou a hora de visitar o Templo Azul de Chiang Rai e de preferência assistir o pôr do sol de um lugar especial.

 

O Templo Azul foi a última parada do nosso tour em Chiang Rai.

foto Thunyarat Satornlug

6.ª Parada: Wat Rong Suae Ten AKA o Templo Azul de Chiang Rai

Nosso passeio de um dia em Chiang Rai estava quase terminando, minhas pernas já estavam cansadas, mas eu estava mega empolgada para ver o Templo Azul. Diferente do Templo Branco, este estava cheio de turistas tailandeses, muito mais do que estrangeiros. O que me deu certeza que estava visitando um lugar importante para a cultura local.

Depois da visita sentamos na frente do Templo Azul para admirar o pôr do sol. Ficamos lá por alguns minutos observando o céu trocar de cores, de alaranjado para roxo e depois azul escuro. O nosso tour em Chiang Rai terminou da melhor forma possível.

O Templo Azul é um dos templos mais visitados em Chiang Rai e lá o pôr do sol é lindo.

Que dia! Visitamos os templos de Chiang Rai, provamos comida deliciosa e demos boas risadas. Essa viagem a Chiang Rai vai ficar para sempre na minha lembrança, não apenas pelos lugares lindos que visitamos, mas porque me ensinou muitas coisas. Pela primeira vez encarei o medo de viajar sozinha sem conseguir enxergar 100%, e com a ajuda de um novo amigo superei minhas limitações e me diverti. Isso sem falar na lição que aprendi no Templo Wat Sang Kaew Phothiyan: “não se preocupe tanto e viva o momento”. Obrigada Chiang Rai e Kiki pela viagem fantástica!

 

Dicas de viagem para Chiang Rai e Tailândia

Agora você já sabe como planejar uma viagem de Chiang Mai para Chiang Rai e como escolher o melhor tour ou passeio, então vamos a outras dicas. A Tailândia é um país grande e fica bem difícil visitar todos os lugares bonitos e interessantes em apenas uma viagem, por isso a dica é escolher o que mais te atrai: cultura, natureza ou praias. Com certeza você vai passar pela capital, então dê uma boa lida no nosso guia de Bangkok [o que fazer e onde ficar] e na nossa lista de lugares diferentes para visitar em BKK.

Vai viajar paras as ilhas da Tailândia? Então leia o nosso guia do que fazer em Phuket que vale a pena, o que fazer e onde ficar em Koh Samui, e tudo que você precisa saber sobre Krabi, Railay Beach e AoNang. Vai para o sul? Não deixe de conhecer a pouco turística e charmosa cidade de Hat Yai.

E é claro que você vai curtir alguns dias em Chiang Mai antes de ir para Chiang Rai, então siga o nosso roteiro de Chiang Mai e descubra como foi a experiência de fazer a Sak Yant, a tatuagem abençoada pelos monges.

Transporte: viajar pela Tailândia parece difícil, mas é tranquilo. Você pode voar, pegar ônibus, trens ou barcos, e para chegar em algumas ilhas ou destinos vai ter que fazer uma combinação deles. Para comprar passagem de ônibus, trem e barco online usamos e recomendamos o site 12go.Asia. Lá você encontra todos os meios de transporte e consegue combinar as passagens, é seguro e fácil comprar online.

Powered by 12Go Asia system

 

Pesquise e compre seus voos para Tailândia no Skyscanner.

Acomodação: na Tailândia você encontra desde hotéis baratos, albergues, pousadas e resorts de luxo. Para encontrar os melhores lugares para ficar em Chiang Mai, Chiang Rai e em qualquer cidade na Tailândia recomendo usar os sites do Booking.com ou Agoda. Eles têm os melhores preços e propriedades pelos quatro cantos do país.

Há vários hotéis em Chiang Mai, nesta viagem eu fiquei no Mellow Pillow.

Nessa viagem voei de Bangkok para Chiang Mai com a Air Asia e fiquei no The Mellow Pillow Hotel em Chiang Mai. O hotel é uma graça e fica bem pertinho do South Gate, o portão sul da cidade antiga e próximo dos mercados de rua. Quer mais opções? Clique aqui para ver outros hotéis em Chiang Mai.

Siga as nossas dicas e planeje a viagem de Chiang Mai a Chiang Rai com a TakeMeTour, tenho certeza que você vai curtir muito.

Curtiu o poste? Então salve no Pinterest e compartilhe!

Dicas para planejar a viagem perfeita para Chiang Rai na Tailândia. Como ir de Chiang Mai para Chiang Rai, como escolher o melhor passeio, o que fazer em Chiang Rai e como visitar o Templo Branco. Além de dicas de transporte, hotéis e comida típica do norte da Tailândia.

Post a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *