Jesus de peruca?

Some of our links are affiliated, we will earn a commission when you buy a service or product. This will have no extra cost for you. For further info please refer to our Privacy Policy

Portinho da Arrábida.

Dia de sol, praia linda, amigos e Jesus de peruca?? Eu não quero ofender ninguém, mas tudo isso aconteceu em apenas um dia pela costa de Portugal!

Quando eu achei que não tinha mais nada de interessante para falar de Lisboa me veio a lembrança do dia que conhecemos Sesimbra. Um dia super divertido e um tanto quanto peculiar. De novo, obrigada Hugo e Ariana por nós proporcionar momentos únicos na capital portuguesa.

Era maio e todo mundo estava ansioso com a chegada do verão. O termômetro marcava 28ºC e o sol era de rachar. Qual é o melhor programa para um domingo como esse?? Vamos a la playa..Oh oh oohh!!!

Depois de comer o verdadeiro pastel de nata (o Rob acordou cedo e  literalmente correu até Belém para comprar os pastéis quentinhos para gente), entramos no carro e  o Hugo dirigiu por umas duas horas. Nosso destino: Portinho de Arrábida.

Hugo driving. Hugo dirigindo.

A praia fica dentro de um parque natural e a estrada até lá é lindíssima. Como fica em uma área protegida não existem muitos restaurantes ou lugares para estacionar o carro. Minha dica é: vá cedo e não esqueça de levar água e umas frutas para o lanchinho. Uma vez que você chegar lá não vai querer ir embora tão cedo.

Beach time! Hora da praia!

Eu estava muito feliz de estar naquele paraíso!

Definitivamente nós somos ratos de praia, e depois de uma semana de frio em Madrid eu estava sonhando com uma praia de areia branca e mar azulzinho.

O sol estava forte, nossos novos amigos fantásticos e o mar… hummm… o mar estava para pinguim, gelado, congelante. Nem pensar em entrar na água. O Rob e o Hugo até tentaram, mas quando a água bateu nos países baixos o Rob desistiu!

Portinho de Arrábida

Final de tarde e já estava na hora de procurar algum lugar para comer. Ir direto para Lisboa não estava no planos do Hugo. Depois da praia ele nos levou em uma vila pesqueira bem pequenina. Sesimbra tem uma praia linda e um centro histórico bem charmoso. Ótimo lugar para passar o dia e relaxar.

Sesimbra.

Nós chegamos em Sesimbra por volta das 18h e fomos pegos de surpresa por uma procissão religiosa. Estávamos tentando chegar no calçadão da praia, mas todas as ruas estavam bloqueadas.

Foi aí que de repente apareceu a uma imagem enorme de Jesus Crucificado, até ai tudo perfeito, o problema é que colocaram no Cristo uma peruca castanha cacheada e super brilhosa. Eu acredito em Deus e não quero desrespeitar ninguém e nenhuma religião, mas a peruca estava demais. Nós não conseguíamos parar de rir. Parecia que Jesus tinha acabado de sair do salão de beleza.

Jesus! Pior do que isso foi a gente querendo atravessar a procissão que não acabava nunca. Ficamos lá esperando uns 20 minutos e nada. Cada vez mais e mais pessoas vindo. Então nós contamos até três, fizemos uma cara de quem não sabe de nada e atravessamos no meio da galera. Algumas senhoras até que reclamaram… :-0

Ai meus Deus!!! O que vou dizer??? Nós estávamos errados, a peruca em Jesus também estava errada, e a Ariana quase morrendo de fome (ela estava grávida e precisávamos achar um restaurante rápido). Espero que apesar de tudo isso, a gente ainda consiga um espacinho no céu.

Existem vários restaurantes na praia, você pode escolher pelo preço ou pela vista. Nós sentamos em um bem de frente para o mar e pedimos um prato com peixe. Especialidade da cidade!

Fresh Fish! Depois da janta e de um pô-do-sol fantástico (com uma trilha sonora barulhenta por causa dos fogos de artíficio da procissão) era hora de ir para casa. Mas antes de pegar a estrada uma parada no parquinho da festa da igreja. A cidade estava toda decorada com flores e bandeirinhas, e nas ruas vários carrinhos de comida e doces típicos.

Foi aí que o Hugo e Ariana nos apresentaram para a doce, gordurosa e deliciosa “fartura”. O que é isso?? É uma massa em forma de uma espiral gigante, que depois de frita em muito óleo é coberta com açúcar e canela. Ainda quente ela é cortada em pedaços pequenos e servida para pessoas gulosas como eu!

Fartura.

Depois de tanto açúcar eu estava pronta para voltar para casa. Nós dirigimos uns 40 km até chegar em Lisboa. Nada mal, eu dormi a viagem toda! :-p  Eu acho que ainda não falei aqui no blog, mas sou boa de cama. Durmo em qualquer lugar: carro, trem, ônibus e avião. Não tem tempo ruim comigo. Onde dá eu tô tirando um cochilo, principalmente depois de um dia mega divertido.

Próximo post: Sonus Festival 2014 – Os pontos negativos e positivos do Festival

2 Comments

Post a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *