Guia de onde comer em Madrid – Parte III

Some of our links are affiliated, we will earn a commission when you buy a service or product. This will have no extra cost for you. For further info please refer to our Privacy Policy

Famoso Jamón espanhol pendurada no teto.

Jamón delicioso por todos os lados 🤤

Nós estamos na capital da Espanha, então por favor me trate como Rainha!

Se você conseguir fugir do roteiro turístico com certeza vai encontrar lugares excelentes para comer, beber e se divertir. Vá a lugares frequentados por pessoas locais e você não pagará preços absurdos  e ainda vai poder conhecer o verdadeiro estilo madrileño. Para ser sincera eu achei que sairíamos todas as noites em Madrid, mas a verdade é que curtimos tanto os passeios de dia que acabamos deixando as baladas de lado para descansar e aproveitar o outro dia de aventuras.

Entretanto, as poucas noites que saímos encontramos lugares super legais para conhecer e experimentar a cozinha espanhola. Sem dúvida nenhuma, as melhores áreas para bares e restaurantes são Malasaña e Chueca, depois a região da Plaza Mayor e Puerta del Sol.

O bairro de Malasaña é cheio de tapas bar e restaurantes da moda. Lá você encontra desde um típico prato espanhol até pizza barata, tudo depende do seu gosto e bolso. Ao lado do Malasaña está o bairro Chueca, super conhecido por clubes, bares gays e sex shops. Eu adorei lá, vários bares legais, ruas movimentadas e gente de todos os estilos. Nossa escolha para duas noites no Chueca foi o Bar de Tapas El Tigre!

Restaurante El Tigre, em Madri.

El Tigre.

– El Tigre

Endereço: Calle de las Infantas, 30

Como chegar: metrô Banco de España (L2), Gran Vía (L1, L5) e Chueca (L5) ou você pode ir caminhando, é um ótimo lugar para passear.

Horário: todos os dias 14h – 3h

Preço: Comida e Cerveja/Sangria por 5€ por pessoa

Dica: Esteja preparado para comer e beber muito, além de ser esmagado pela quantidade de gente que frequenta o bar.

El Tigre é um daqueles lugares que você pode comer e beber barato e ainda se divertir muito. Ele é cheio de espanhóis, e também ficou famoso entre os estudantes e viajantes estrangeiros que buscam uma experiência original de Madrid. O bar é bem pequeno e da rua quase não dá para notar, é só uma portinha mesmo. Mas isso que é interessante, só vai no El Tigre quem realmente conhece a fama do bar.

Assim que você entrar no bar encontre um cantinho e estacione por lá mesmo. Nem se preocupe em conseguir mesa e cadeiras por que não vai encontrar, como na maioria dos bares da Espanha todo mundo fica de pé mesmo. A ideia é: Beber – Comer – Se divertir – Ir embora! Encontre seu lugar e começe o trabalho em equipe, uma pessoa fica cuidando do lugar e os outros vão ao bar pedir um Copo Gigante (1 litro) de cerveja ou sangria. O balde custa apenas 5€ e você vai ganhar de graça um prato enorme de tapas variados. Final da história, com dois copos de bebida você já garante seu jantar. Uma economia!!

Ok, esse não é o restaurante mais estiloso de Madrid, nem o mais organizado (as pessoas tendem a ser um pouco bagunceiras quando comem de pé), mas a comida e o clima o tornam especial. Uma ótima opção para começar a noite ou para comer algo depois da festa. E não seja tímido, quando você for buscar seu segundo prato de tapas peça ao garçom os seus favoritos.

Sacos de comida do Mercado de San Miguel.

Mercado de San Miguel.

– Mercado de San Miguel

Endereço: Plaza de San Miguel

Como chegar: metrô Sol (L1, L2, L3) e Ópera (L2 e L5), ônibus: 3, 148

Horário: domingo à quarta-feira das 10h – 00h / quinta-feira à sábado das 10h – 2h

Preço: tapas a partir de 4€ até menu do dia por 15€ por pessoa

Website

Dica: Antes de pedir um prato caminhe por todo o mercado. A variedade de comida e preços é enorme, então confira todas as opções primeiro.

O mercado é lindo, cheio de cores, sabores e cheiros. Quando eu entrei me deu um desejo absurdo de comer tudo. Tudo mesmo!! Mas me controlei, o preços são bem caros (especialmente para viajantes de orçamento apertado). É claro que provamos algumas delícias: montadito de jamon (fatia de pão com os ingredientes em cima), montadido de queijo brie e tomates secos e arroz de polvo. Tudo isso com um delicioso vinho branco espanhol. Mas comer uma refeição completa ficaria caro demais.

Depois de provar um delicioso almoço ou jantar pegue um café e uma sobremesa. Sente-se na praça ao redor do mercado e contemple a beleza do lugar. O mercado foi construído em 1916 e é todo feito de metal e vidro, belíssimo. No passado esse era o melhor lugar para vender e comprar alimentos, frutas e carne, hoje se transformou em um ponto de comida gourmet, onde as pessoas se encontram para degustar tapas e beber vinho.

Dois copos de cerveja e um prato de azeitonas verdes.

Combinação perfeita, não acham?

– Museo del Jamon

Endereço: Atocha 54

Como chegar: metrô Antón Martín (L1), ônibus: 18, 22, 86

Horário: todos os dias das 9h – 00h

Preço: cerveja + tapa por 5€ por pessoa

Website

Dica: Existem cinco restaurantes como esse em Madrid, nós apenas visitamos o que fica na rua Atocha. Ótimo lugar para ir com os amigos, eles têm excelentes ofertas para baldinhos de cerveja.

Nós estávamos caminhando pelo centro de Madrid e passamos pela frente desse restaurante. O nome chamou minha atenção e um monte de “pernas” de jamon penduradas dentro do restaurante foi um convite para entrar e provar. O lugar parece mesmo um museu de Jamon (típico presunto cru espanhol), tem pedaços de jamon em todos os lugares, diferente tipos, cortes, lugar de origem e preços. Você pode comer lá mesmo ou pedir para levar para casa. Nós preferimos ficar e pedir umas cervejas, tapas e claro jamon!

O restaurante tem ofertas muito boas, especialmente para grupos de amigos que podem pedir baldes de cerveja e dividir os pratos. Como estamos na Espanha, a maioria das pessoas não se sentam para comer, então esteja preparado para se espremer e encontrar um lugarzinho no balcão do bar. Outra informação importante: o preço para comer no balcão é sempre mais barato do que pedir na mesa!

O nome do restaurante vem de 1978 quando a loja foi fundada no Paseo del Prado, a avenida onde estão os principais museus da cidade. Por isso escolheram esse nome, na mesma rua além de encontrar os museus de arte as pessoas também visitariam o Museu do Jamon.

Na área onde está o Museo do Jamon existem muitos outros restaurantes locais, assim como na Praça Mayor e Puerta del Sol (áreas próximas ao Mercado de San Miguel). Essas ruas são famosas pelos restaurantes e também pelos batedores de carteira, por isso esteja sempre de olho nos seus pertences. Em geral Madrid é muito segura, nós andamos pela cidade tarde da noite e não tivemos nenhum problema. Ao redor da praça Puerta del Sol você vai encontrar umas pessoas com atitudes estranhas e algumas meninas trabalhando na noite, mas nada que faça você se sentir em perigo.

Nessa mesma região há vários clubes de salsa feitos para turistas. Eu pessoalmente não recomendo nenhum deles, mas sinta-se a vontade para conhecer. Depois me mande sua opinião, gostaria muito de saber como foi!

 

Grandes eventos: Rock and Run

Como já falamos Madrid é uma cidade muito grande com muitas coisas acontecendo todos os dias. Antes de viajar dê uma boa olhada no site oficial e fique por dentro de toda a programação da capital. Talvez você dê sorte e esteja na cidade bem na data de um super show ou possa participar de alguma competição.

Atletas correndo em Madri.

Correria…

No domingo que estávamos lá aconteceu a edição espanhola do Rock and Run. Nós somos fã de corrida e de rock, então o evento foi só diversão. O legal dessa corrida é que ao longo do trajeto são montados palcos e bandas de rock tocam para animar os atletas e o público.

Nós paramos na frente do Palácio Real para assistir. Enquanto os corredores passavam pela gente para completar os 42Km de prova, famílias, torcedores e turistas estavam comemorando e dançando na Praça do Oriente. E é claro que estávamos ali no meio aproveitando a manhã a de sol! Enquanto o Rob tirava as fotos eu fui para pista dançar um pouco de rock!

IMG_0380

… e rock and roll 🤘

A corrida começou de manhã cedo e percorreu todo o centro da cidade. Não era surpresa que a maioria das ruas estavam fechadas para carros e pedestres, e  alguns turistas desavisados estavam reclamando. Por isso é tão importante pesquisar o que está acontecendo no lugar que você vai visitar. Você planeja seu roteiro e não é surpreendido no caminho. Em grandes eventos esportivos ou shows o transporte público geralmente tem horários diferentes, algumas ruas são fechadas e a segurança é redobrada, por isso esteja sempre ligado.

Verão é o grande momento para visitar todas as cidades europeias. Se você vai viajar nessa estação é quase certeza que vai encontrar algum festival de música, mercado de comidas, competição esportiva e muitas festas locais. Aproveite, faça parte da festa! Na Espanha o verão é época de Ferias (feira local com comida, parque de diversão e muita dança Flamenca) e da comemoração de São João, uma noite de fogueiras e fogos de artifícios!

Casal sorrindo na frente de fogueira em Madri.

Madrid é realmente ardente!

Dê uma boa olhada nas datas dos eventos antes de reservar suas passagens, eu tenho certeza que você não vai querer perder a chance de se divertir. São experiências únicas e que fazem a viagem inesquecível. Nosso plano original era ficar na Espanha por duas semanas, mas acabamos ficando lá um mês (e conhecemos lugares incríveis). Na hora de ir embora fiquei com o coração apertado de deixar esse país encantador.

Dicas de viagem para Espanha: leia aqui nossos guias, histórias e recomendações.

 

Post a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *